domingo, 23 de dezembro de 2012

"O Ungido do Senhor"

É comum ouvirmos hoje em dia a expressão “ai daquele que tocar no ungido do Senhor!”. É geralmente utilizada para justificar a posição de crente, pastor ou líder na igreja. Mais do que isso, como alguém que, por estar nesta posição, é incriticável. Como bem coloca em seu blog, Alan Rennê, “a ideia transmitida pelo uso indiscriminado da expressão ‘sou um ungido do Senhor’ é que a mesma é uma espécie de ‘imunidade eclesiástica’, que concede ao indivíduo licença para fazer o que quiser, agir como bem entender, sem a obrigação moral de prestar contas a ninguém por seus atos e seus desmandos. Basta que você admoeste o indivíduo por alguma coisa para imediatamente ele (ou alguém que o apoia em suas loucuras megalomaníacas e narcisistas) diga: ‘A Bíblia diz: Ai daquele que tocar no ungido do Senhor!’”(recomendamos o texto O USO CORRETO DA EXPRESSÃO "UNGIDO DO SENHOR" de Alan Rennê em seu blog Cristão Reformado).

Vejamos, então, o contexto de onde essa expressão foi retirada da Bíblia (1 Samuel 24.6).

Deus governava o povo e Israel e se comunicava com eles através de líderes e sacerdotes. Resumindo bem, desde Abrão, passando depois por Moisés e Josué, chegamos até Eli e Samuel. Quando Samuel já estava bem velho, seria natural que a sua tarefa passasse para seus filhos. “Mas os filhos dele não andaram em seus caminhos. Eles se tornaram gananciosos, aceitaram suborno e perverteram a justiça” (1 Samuel 8:3). Por isso, “as autoridades de Israel reuniram-se e foram falar com Samuel” (1 Samuel 8:4). Com que intenção? Aqui vai ocorrer uma mudança na forma de governo. O povo estava deixando de aceitar um patriarca/sacerdote/profeta/juiz como representante de um governo mais direto de Deus para pedir um rei humano. Samuel não gostou da ideia e orou. A resposta de Deus foi: "Atenda a tudo o que o povo está lhe pedindo; não foi a você que rejeitaram; foi a mim que rejeitaram como rei” (1 Samuel 8:7). E, a seguir, Deus pede para que Samuel transmita ao povo as implicações dessa nova modalidade, ou seja, como o rei exigiria direitos sobre o povo. Apesar de tudo, o povo insistiu e quis um rei, pois queriam ser como os outros povos (sugiro a leitura de todo o capítulo 8 de 1 Samuel).

É assim que chegamos a Saul (1 Samuel 9). Antes de lançarmos mão do texto de 1 Samuel 24. 6 para defender pastores ou qualquer líder gospel da atualidade deveríamos compreender melhor o contexto bíblico implicado aqui. Saul não seria ungido como pastor ou um mero líder religioso. Lemos em 1 Samuel 10.1 que Samuel o ungiu príncipe ou rei sobre Israel e em 1 Samuel 11.15 que “todo o povo foi a Gilgal e proclamou Saul como rei na presença do Senhor”. É verdade que os primeiros reis acumulavam as antigas funções proféticas junto com as de governante, mas, não é o caso hoje. E, continuava a existência de profetas, os quais, inclusive, os conhecidos de Saul se admiraram ao vê-lo entre eles (1 Sm 10.10-12). Samuel também continuou em seu posto de sacerdote como Eli antes dele.

 Quando Saul comete um grave erro (1 Samuel 13) o fato de ser “o ungido do Senhor” não impede a Samuel de criticá-lo e dizer a verdade: “Você agiu como tolo, desobedecendo ao mandamento que o Senhor seu Deus lhe deu (...). Agora seu reinado não permanecerá” (1 Samuel 13: 13-14). Veja também 1 Samuel 15.19, 22-23. E, assim conclui Samuel a respeito de Saul: “Não voltarei com você. Você rejeitou a palavra do Senhor, e o Senhor o rejeitou como rei de Israel!” (1 Samuel 15:26). E é assim que o Senhor abandona Saul e agora estava com Davi (1 Samuel 18:12).

 Pra finalizar, o Saul que encontramos no capítulo 24 de 1 Samuel já é um renegado, um rebelde que mata sacerdotes de Deus (1 Samuel 22) e persegue o verdadeiro ungido do momento, Davi (1 Samuel 24. 1, 2). Foi aí que Saul foi surpreendido por Davi que resolveu ser misericordioso. Mas, a sua fala de ‘não tocar no ungido do Senhor’ não se referia a deixar que Saul permanecesse livre para fazer o que bem entendesse como rei e profeta. Pois isso ele nem era mais. E, sim em que “Davi repreendeu os soldados e não permitiu que atacassem Saul” (1 Samuel 24:7). Ou seja, Davi estava poupando Saul de ser executado. 

Portanto, vamos procurar com zelo interpretar as Escrituras no seu contexto mais amplo para não recortarmos trechos do texto que apenas servem de pretexto aos que desejam ludibriar. Saul sequer se autodeclarou rei ou profeta. Foi escolhido e ungido por outros. Nem foi o próprio Saul quem lançou mão da frase ‘não toque no ungido do Senhor’ para se defender (assim como que legitimamente o poderiam ter feito, então, Jesus, João Batista, Paulo e tantos outros que foram martirizados, mas nunca o fizeram). Quando líderes religiosos hoje se autoproclama ungidos do Senhor e deliberadamente agem de má fé enganando o povo, o mínimo que deveríamos fazer é lembrar a palavra de Jesus que encontramos em Mateus 7. 21-23.

Teólogo

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

O que enxergamos?

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Jesus em Zeitgeist

Zeitgeist, é um documentário amador de 2007 sobre alegados paralelos entre a história de Jesus e mitos antigos e uma conspiração dos ataques de 11 de setembro e o sistema bancário mundial.

A primeira parte, entitulada A Maior História Já Contada, argumenta que o Cristianismo copiou suas doutrinas centrais de outros mitos antigos, em especial Horus, Mitra e Dionisio.

O documentário tem caráter totalmente amador, foi trucidado (quando não simplesmente ignorado) pela comunidade acadêmica profissional. Mas isto não impediu de ser tornar um vídeo popular e muito citado na internet.

Anti-cristãos que vivem procurando algo para liquidar o cristianismo viram neste filme uma fonte inesgotável de falácias para serem jogadas contra cristãos.

Como um pouco de informação de verdade não faz mal para ninguém recomendamos esta entrevista com o Dr Chris Forbes.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

O Mundo Retornará à Religião?

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Essa Paz Só Tem a Pessoa...

 

Você Pode Ter  - João Alexandre

Você pode ter a casa repleta de amigos
Paredes e pisos cobertos de bens
Ter um carro do último tipo
E andar conforme der na cabeça
Ou pode até ser um cara que vive apertado
Até mesmo dentro de um lotação
Curtindo assim mesmo num fim de semana
Ao andar conforme der na cabeça
Mas sempre será como folha no vento
Esperando o momento de cair
Você pode ter tudo aquilo que sonhar
Mas nunca terá a paz que existe lá dentro
Que não se encontra pra poder comprar
Porque essa paz só tem a pessoa
Que se encontra com Cristo

sexta-feira, 6 de abril de 2012

A Ciência Explica Tudo?

Programa Academia em Debate com O Prof. Marcos Eberlin:


segunda-feira, 26 de março de 2012

William Lane Craig fala sobre a possibilidade da verdade

O Dr. William Lane Craig, filósofo e apologeta cristão mundialmente conhecido, proferiu a palestra "Verdade e Pluralidade" no auditório da Universidade Mackenzie, no dia 20/03/2012.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Número de Católicos no Brasil diminui e de Ateus Aumenta

video

Do Programa Jornal das Dez da Globo News. Exibido no dia 23/08/2011 Fonte: http://www.fgv.br/cps/religiao/

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Mudando o Coração de Uma Nação